Quando eu cheguei na internet era tudo mato!

Já tem mais de 15 anos que eu empreendo no mercado digital e quando eu cheguei era tudo mato!


painting brushes

Quando eu iniciei no mundo digital, ainda não existiam nem Instagram e nem Facebook. Nos vivíamos o auge dos blogs, que nada mais eram do que uma espécie de diário virtual em que cada pessoa partilhava aquilo que mais gostava com seus leitores.


Fotolog, blogspot e o blig eram o sucesso lá no início dos anos 2000.


Grandes sucessos na internet surgiram daqueles despretensiosos diários virtuais. As blogueiras, que compartilhavam seus looks diários, tornaram-se grandes empresárias que movimentam enormes montas de dinheiro anualmente.


Youtube e digital influencer viraram profissões lucrativas e o sonho de carreira de muitos adolescentes que planejam seus futuros profissionais.


No início, os grandes sucessos da internet surgiam ao acaso. Uma pessoa carismática, que resolvia partilhar seu dia a dia na internet, e logo virava sucesso entre o público e entre as marcas.


Se lá no início do mercado digital, o surgimento de fenômenos de vendas na internet se dava a partir de perfis pessoais sem qualquer pretensão, atualmente, a maioria dos perfis nas redes sociais já nasce com o objetivo de serem vitrines de negócios. Por conta disso, não cabe mais amadorismo nas redes sociais.


Atualmente, grande parte das pessoas já se preocupa desde o início com a imagem que transmitem. Investem em marketing digital, identidade visual, design, qualidade do conteúdo que transmitem entre vários outros aspectos para crescerem no concorrido mercado digital.


Por conta de tudo isso, é inadmissível que perfis grandes ou aqueles perfis iniciantes, que já nascem profissionais, não invistam em segurança jurídica de seus negócios.


Você sabia que se sua conta comercial for hackeada é mais fácil recuperá-la se você tiver um CNPJ para comprovar que aquela conta comercial é realmente sua?


Você já pensou no que acontece com seu negócio digital na hipótese de casamento, divórcio ou até de morte?


Você já pensou qual o tipo societário (o tipo de empresa) se adequa melhor ao seu faturamento, gerando economia no pagamento de impostos?


Você assina contratos que previnam conflitos entre você e seus prestadores de serviço?


Você capta leads? Você sabia que precisa atender a Lei de Proteção de Dados para proteger os dados dos seus clientes?


A partir de agora, essas e muitas outras demandas serão tema por aqui. Espero que vocês me acompanhem e que meu conteúdo possa ajudá-los a crescer no mercado digital!



IMG_5876 (1).JPG

Camilla Haubrich é advogada e está há mais de 15 anos no mercado digital.

 

Apaixonada por internet, empreende nas redes sociais e conhece inúmeros conflitos decorrentes de negócios digitais.

Adepta a uma advocacia personalizada, humanizada e focada em soluções individuais, acredita na prevenção de conflitos e na formulação de acordos como propulsores de sua atuação profissional.

Atua nas áreas preventiva e judicial nas áreas de direito cível (consumidor, família, imobiliário) e  trabalhista.

Como foco especial no mercado digital, atua atendendo digital influencers, experts, especialistas, empresas e demais atores no mercado on e off line em demandas judicias, extrajudiciais, preventivas e contenciosas.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest